• Doe agora

    23 de Julho, 2020

    112 anos do sacerdócio do Beato Donizetti

    O seminarista Donizetti Tavares de Lima completou os estudos eclesiásticos em Pouso Alegre (MG), a convite do bispo Dom João Baptista Corrêa Nery. Sua transferência aconteceu em 29/02/1905, sendo excardinado da Diocese de São Paulo. Foi incardinado na cidade mineira em 29/05/1906. Sua ordenação diaconal aconteceu em 24/06/1907.
    Na manhã de domingo de 12/07/1908, na catedral de Pouso Alegre, perante seus familiares e uma quantidade enorme de pessoas, Dom Nery conferiu a ordem do sacerdócio a Donizetti. Sua vida foi entregue à igreja no serviço ao povo de Deus, tornando-se sacerdote para sempre.
    Na ocasião, as perguntas feitas por Dom Nery em latim, estão aqui transcritas:
    - Queres desempenhar sempre a missão de sacerdote como fiel colaborador da Ordem Episcopal, apascentando o rebanho do Senhor sob a direção do Espírito Santo ?
    - Queres celebrar com devoção e fidelidade os mistérios de Cristo, para louvor de Deus e santificação do povo cristão, segundo a tradição da Igreja?
    - Queres com dignidade e sabedoria desempenhar o ministério da palavra, proclamando o Evangelho e ensinando a fé católica?
    - Queres unir-te cada vez mais a Cristo, Sumo Sacerdote, que se entregou ao Pai por nós, e ser com Ele consagrado a Deus para a salvação dos homens?
    Donizetti respondeu: “Quero, com a graça de Deus”.
    A última pergunta feita foi de compromisso incondicional:
    - Prometes respeito e obediência a mim e aos meus sucessores?
    Com suas mãos entre as do Bispo, Donizetti garantiu: “Prometo”.
    Concluindo, Dom Nery disse: “A paz do Senhor esteja sempre com você.” Donizetti, respondeu: “Amém.”
    O Padre Donizetti decidiu renunciar aos bens materiais, pedindo a Dom Nery para fazer o voto de pobreza: “Senhor faço voto de pobreza pelo resto de minha vida. Faço-o diante do bispo para que me possa apoiar com suas preces.” Dom Nery concluiu: “Faça Senhor, que meu testemunho desta promessa possa ser motivo de sua benevolência e não de juízo ou condenação. Deus, que lhe inspirou este bom propósito, o conduza sempre para uma maior perfeição.”
    Na cidade de Tambaú (SP), destacam-se dois marcos importantes sobre a data: no Jubileu de Ouro de ordenação sacerdotal, existe uma placa afixada no Santuário de Nossa Senhora Aparecida e, no centenário, foi colocado seu busto com a placa na praça Santo Antônio, em frente a igreja Matriz.