• Doe agora

    12 de Maio, 2020

    "A morada que nos espera é o Paraíso", diz Papa Francisco

    Neste domingo, 10, na Biblioteca do Palácio Apostólico, Francisco recordou o Evangelho de João e reforçou que “aqui estamos de passagem, somos feitos para o Céu!”

    O Papa Francisco rezou a oração mariana do Regina Coeli deste domingo, 10, na Biblioteca do Palácio Apostólico, no Vaticano, devido à pandemia de coronavírus ainda em andamento. Na ocasião, Francisco recordou que, no Evangelho (Jo 14,1-12) deste domingo, a Palavra reflete sobre o “Discurso de despedida” de Jesus Cristo.

    “Não fique perturbado o coração de vocês”. De acordo com o Papa, seriam essas as palavras que Jesus dirigiu aos discípulos no final da Última Ceia, um pouco antes de enfrentar a paixão. Com isso, Francisco fez um questionamento. “Ele diz a nós também, nos dramas da vida. Mas, como fazer para que o coração não se perturbe?”, perguntou.

    Prosseguindo com a reflexão, o Santo Padre diz que o Senhor indicou dois remédios para a perturbação. O primeiro foi: “Tenham fé em mim”. Parece um conselho um pouco teórico, abstrato, segundo o Papa, o qual explicou que Jesus quer dizer a todos uma coisa específica. Para o Papa, Ele sabe que, na vida, a ansiedade pior, a perturbação, nasce da sensação de não ser capaz, do sentir-se sozinho e sem pontos de referência diante do que acontece. Essa angústia, em que a dificuldade acrescenta dificuldade, não pode ser superada sozinha. Precisamos da ajuda de Jesus.

    Francisco alertou também que Jesus pede que todos tenham fé Nele, para que assim também terem forças e não se apoiarem em si mesmos. “É por isso que Jesus pede para ter fé Nele, ou seja, não nos apoiar em nós mesmos, mas Nele, porque a libertação da perturbação passa através da confiança”, frisou o Papa. “Confiar-se a Jesus. Dar este passo. Esta é a libertação do turbamento. Jesus ressuscitou e está vivo para ficar sempre ao nosso lado. Então podemos dizer-lhe: ‘Jesus, creio que você ressuscitou e que está ao meu lado. Creio que você me ouve. Apresento-lhe o que me perturba, as minhas preocupações: tenho fé em Ti e me confio a Ti’”, acrescentou.

    A seguir, o Papa Francisco disse que “há um segundo remédio para a perturbação, que Jesus expressa com essas palavras: ‘Na casa de meu Pai há muitas moradas. [...] vou preparar um lugar para vocês’. “Eis o que Jesus fez por nós: nos reservou um lugar no Céu. Tomou sobre si a nossa humanidade para levá-la além da morte, para um novo lugar, no Céu, para que onde Ele está, estejamos também nós. É a certeza que nos consola: há um lugar reservado para cada um. Não vivemos sem meta e sem destino. Somos esperados, somos preciosos. Deus é apaixonado pela beleza de seus filhos. E para nós Ele preparou o lugar mais digno e bonito: o Paraíso”.

    O Pontífice alertou a todos a não se esquecerem que “a morada que nos espera é o Paraíso”. “Aqui estamos de passagem. Somos feitos para o Céu, para a vida eterna, para viver para sempre. Para sempre: é algo que agora não conseguimos imaginar. Mas, é ainda mais bonito pensar que esse para sempre será na alegria, na plena comunhão com Deus e com os outros, sem mais lágrimas, rancores, divisões e perturbações”, pontuou.

    “Mas como chegar ao Paraíso? Qual é o caminho?”, perguntou o Papa. Eis a frase decisiva de Jesus hoje: “Eu sou o caminho”. Segundo ele, para subir ao Céu o caminho é Jesus: é ter uma relação viva com Ele, é imitá-lo no amor, é seguir os seus passos. E eu, cristão, posso me perguntar: “Qual caminho devo seguir?” Existem caminhos que não levam ao Céu: os caminhos da mundanidade, os caminhos da auto afirmação, os caminhos do poder egoísta. E há o caminho de Jesus, o caminho do amor humilde, da oração, da mansidão, da confiança, do serviço aos outros. Não é o caminho do meu protagonismo, é o caminho de Jesus protagonista da minha vida. É seguir em frente todos os dias dizendo-lhe: “Jesus, o que você acha dessa minha escolha? O que você faria nessa situação, com essas pessoas?”, ensinou o Pontífice.

    Francisco concluiu dizendo que “fará bem perguntar a Jesus, que é o caminho, as indicações para o Céu. Que Nossa Senhora, Rainha do Céu, nos ajude a seguir Jesus, que abriu o Paraíso para nós”.

    Por: Amex, com Vatican News